SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO

DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

CONCURSOS PÚBLICOS

 

EDITAL Nº 537, DE 24 DE JUNHO DE 2013 (*)

 

A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e considerando o que dispõe a Lei 12.772, de 28/12/2012, publicada no DOU de 31/12/2012 e, a Medida Provisória nº 614, de 14/05/2013, publicada no DOU de 15/05/2013, Portaria nº 1.181, 19/09/2012; publicada no DOU de 20/09/2012, respeitando o que dispõe o Decreto nº 6.944 de 21 de agosto de 2009, a Portaria nº 243 de 04/03/2011 e, a Resolução do Conselho Universitário nº 78, de 13 de julho de 2011, (disponível no site da UNIFESP), torna público que estarão abertas as inscrições para os Concursos Públicos de provas e títulos para 05 (cinco) (JÁ COM O TEXTO RETIFICADO) vagas no Magistério de Ensino Superior, a ser distribuído no Campus Baixada Santista e, mediante as normas contidas neste Edital e suas posteriores alterações, não cabendo a nenhum candidato alegar desconhecimento dos citados expedientes.

 

1. DAS ESPECIFICAÇÕES DOS CONCURSOS PÚBLICOS

1.1 Os presentes Concursos Públicos objetivam o provimento de 05 (cinco) (JÁ COM O TEXTO RETIFICADO) vagas na Classe de Professor Adjunto A, Nível I, regime de trabalho 40 (quarenta) horas com Dedicação Exclusiva, nas áreas de conhecimento constante abaixo (JÁ COM O QUADRO RETIFICADO):

 

Área

Subárea

Requisitos

Vagas

Educação Física

Trabalho em Saúde e Lutas

Graduação em Educação Física ou Esporte ou Ciências da Atividade Física ou Ciências do Esporte Doutor. No ato da inscrição, deverá apresentar Plano de Ensino.

01

Fisioterapia em Saúde da Mulher e Trabalho em Saúde

 

Graduação em Fisioterapia. Doutor.

01

Terapia Ocupacional

Ações Territoriais e o Cuidado às Pessoas em Deficiência

Graduação em Terapia Ocupacional. Doutor. No ato da inscrição, deverá apresentar Plano de Trabalho.

01

Ciências Sociais

 

Graduação em Ciências Sociais. Doutor em Ciências Humanas ou Saúde Coletiva ou Saúde Pública.

02

 

1.2. Remuneração para regime de trabalho para Professor Adjunto A – Nível I:

1.2.1. Remuneração para o regime de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais com Dedicação Exclusiva: R$ 8.422,77 (oito mil quatrocentos e vinte e dois reais e setenta e sete centavos) sendo: Vencimento Básico: R$ 3.594,57 (três mil quinhentos e noventa e quatro reais e cinquenta e sete centavos), Retribuição por Titulação: R$ 4.455,20 (quatro mil quatrocentos e cinquenta e cinco reais e vinte centavos), Auxílio Alimentação: R$ 373,00 (trezentos e setenta e três reais)

 

1.3. Atribuições gerais do cargo: Docência de nível superior na área/subárea dos Concursos Públicos e participação nas atividades de graduação, pesquisa, extensão da Universidade Federal de São Paulo.

 

2. TITULAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA/REQUISITOS:

2.1. As vagas a que se refere o presente Edital serão acessíveis somente aos candidatos detentores do título de Doutor, outorgado por Instituição Brasileira e, na hipótese de título outorgado por instituição estrangeira, revalidado conforme legislação vigente.

2.2. Somente serão reconhecidos os títulos emitidos por instituições reconhecidas pelo MEC.

 

3. DA INSCRIÇÃO:

3.1. As inscrições ocorrerão no período de 01 a 30 de julho de 2013, exceto sábados, domingos e feriados, para entrega da documentação exigida. Prorrogar as inscrições, exclusivamente, da Área: Educação Física; Subárea: Trabalho em Saúde e Lutas, até o dia 29/08/2013 (JÁ COM O TEXTO RETIFICADO). Prorrogar as inscrições, exclusivamente, da Área: Fisioterapia em Saúde da Mulher e Trabalho em Saúde, até o dia 14/08/2013 (JÁ COM O TEXTO RETIFICADO). Prorrogar as inscrições, exclusivamente, das Áreas: Terapia Ocupacional e Ciências Sociais, Subárea: Ações Territoriais e o Cuidado às Pessoas em Deficiência até o dia 09/08/2013 (JÁ COM O TEXTO RETIFICADO). Prorrogar as inscrições, exclusivamente, da Área: Educação Física; Subárea: Trabalho em Saúde e Lutas, até o dia 13/09/2013 (JÁ COM O TEXTO RETIFICADO).

 

3.2. Horário das 9h00 às 12h00 e das 13h00 às 16h00.

3.3. Local: Campus Baixada Santista, na Divisão de Recursos Humanos, Edifício Central, Rua Silva Jardim, 133/136 – Vila Mathias - Santos – SP, CEP: 11015-020, pessoalmente ou por procurador legalmente constituído.

3.4. O candidato deverá preencher completamente o formulário eletrônico após ciência e anuência do inteiro teor do presente Edital (endereço eletrônico: www.unifesp.br), seguindo os passos:

a) acessar www.unifesp.br;

b) acessar o ícone “Concursos Públicos”, à direita da tela;

c) fechar a tela “últimas informações”, após leitura;

d) acessar na coluna “Inscrições para Docentes” o campus de interesse – no caso Baixada Santista;

e) acessar o ícone “Inscrições”;

f) ler na íntegra o Edital, clicar “de acordo” ao final da leitura;

g) preencher, imprimir e pagar o boleto bancário, em qualquer agência bancária.

3.4.1. As informações prestadas no formulário eletrônico serão de inteira responsabilidade do candidato, bem como mantê-las atualizadas junto a Divisão de Recrutamento e Seleção do Departamento de Recursos Humanos. À UNIFESP fica reservado o direito de excluir dos Concursos Públicos aquele que não preencher o formulário de forma completa, correta, ou fornecer dados comprovadamente inverídicos ou ainda não atualizar seu endereço e telefone, através de solicitação protocolada na Seção de Protocolo do Campus Reitoria - Capital, R. Sena Madureira, 1500 - térreo - Vila Clementino, São Paulo - SP, no horário das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00.

3.4.2. O candidato deverá imprimir o boleto bancário relativo à taxa de inscrição, integrante do formulário eletrônico e, efetuar o recolhimento em qualquer estabelecimento da rede bancária: Regime de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais com Dedicação Exclusiva: valor de R$ 210,57 (duzentos e dez reais e cinquenta e sete centavos).

3.4.3. Após cumprir as etapas da Internet, o candidato deverá comparecer no período, horário e local indicado nos itens 3.1, 3.2 e 3.3, para efetivar a inscrição, devendo apresentar os seguintes documentos na ocasião:

a) Boleto e comprovante de pagamento da Taxa de Inscrição;

b) 1 (uma) cópia do documento oficial de identificação, válido no território nacional, com foto;

c) 2 (duas) vias do formulário próprio (Declaração – ANEXO II), dirigido à Magnífica Reitora da UNIFESP, especificando a vaga pretendida;

d) 10 (dez) cópias encadernadas do Curriculum Vitae Lattes (Plataforma Lattes do CNPq) sendo identificado com o nome do candidato;

e) 10 (dez) cópias encadernadas de Memorial descritivo e circunstanciado de atividades de ensino, pesquisa e extensão, com a indicação dos trabalhos publicados, das atividades realizadas que sejam relacionadas ao cargo dos Concursos Públicos e demais dados que possam ser úteis à avaliação da banca examinadora;

f) 01 (uma) via da documentação comprobatória do memorial (cópia encadernada), preferencialmente digitalizada, de forma não violável (CD-R com etiqueta contendo a identificação do candidato e sua assinatura);

g) PARA A ÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA / TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS: 10 (dez) cópias encadernadas do Plano de Ensino;

h) PARA A ÁREA: TERAPIA OCUPACIONAL / AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA: 10 (dez) cópias encadernadas do Plano de Trabalho.

3.5. Em nenhuma hipótese será feita inscrição condicional ou extemporânea.

3.6. Não será permitida complementação documental fora do prazo fixado para inscrição.

3.7. A taxa de inscrição, uma vez paga, em hipótese alguma será restituída.

3.8. Será aceita a entrega dos documentos por procuração.

3.8.1 O procurador deverá apresentar procuração simples, sem a necessidade de reconhecimento de firma, devendo ser acompanhada de cópia de documento de identificação do candidato e do procurador.

3.9. O candidato, portador de necessidades especiais ou limitação física temporária, que necessitar de qualquer tipo de recurso ou condição especial para a realização das provas, deverá requerer por ocasião do preenchimento do formulário eletrônico, aduzindo as circunstâncias suscetíveis de justificar seu pedido.

3.9.1. O candidato que necessitar desses equipamentos e não os requisitar no formulário eletrônico perderá o direito de solicitá-los em outro momento, podendo providenciá-los por sua conta.

3.9.2. O atendimento da solicitação dos recursos de condições especiais fica vinculado à análise de viabilidade e de razoabilidade por parte da UNIFESP.

3.10. A UNIFESP não se responsabilizará por problemas ocorridos nos computadores dos interessados, falha de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como por outros fatores que impossibilitem o preenchimento do formulário eletrônico e emissão do boleto de pagamento da taxa de inscrição, no período regulamentar.

3.11. Não será aceito agendamento de pagamento como comprovante de pagamento.

3.12. Os documentos entregues pelo candidato no ato da inscrição, ficarão à disposição dos candidatos para serem retirados no prazo de 30 (trinta) dias da data da homologação dos Concursos Públicos em Diário Oficial da União, após o qual serão incinerados.

3.13. Isenção de pagamento da taxa:

3.13.1. O candidato que preencher os requisitos estabelecidos abaixo poderá requerer a isenção do pagamento da taxa de inscrição, em formulário próprio, contendo: a) indicação do Número de Identificação Social – NIS, atribuído pelo CadÚnico; e b) declaração de que atende à condição estabelecida no inciso II do artigo 1º do Decreto nº 6.593/2008.

3.13.2. Terão direito à isenção todos os candidatos que:

a) estiverem inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico, de que trata o Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007; e

b) forem membros de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº 6.135, de 2007.

3.13.3. A Unifesp consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato.

3.13.4. A declaração falsa sujeitará o candidato às sanções previstas em lei, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único do art. 10 do Decreto nº 83.936, de 6 de setembro de 1979.

3.13.5. Os documentos de que trata o item 3.13.1. deverão ser entregues no Departamento de Recursos Humanos do Campus Reitoria - Capital, 3º andar, sito à Rua Sena Madureira, 1500, Vila Clementino até o dia 5 de julho de 2013, no horário das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00.

4. DAS PROVAS

4.1. O Concurso Público na ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS será constituído pelas provas: escrita, didática e arguição do memorial, nesta ordem.

4.2. O Concurso Público na ÁREA: FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER E TRABALHO EM SAÚDE será constituído pelas provas: didática, prática e arguição do memorial.

4.3. Os Concursos Públicos nas ÁREAS: EDUCAÇÃO FÍSICA e TERAPIA OCUPACIONAL; SUBÁREAS: TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS e AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA serão constituídos pelas provas: escrita, prática, didática e arguição do memorial, nesta ordem.

4.4. Todas as provas terão caráter eliminatório, na forma da Resolução do CONSU nº 78, desta universidade.

4.5. Da Prova Didática:

4.5.1. A Prova Didática constituir-se-á de uma aula teórica em nível de graduação, com duração entre 40 a 50 minutos, sobre tema de escolha do candidato dentre os pontos constantes do ANEXO I.

4.5.2. A Banca Examinadora, a seu critério e após a exposição da aula, poderá arguir o candidato sobre o tema da aula ou qualquer outro dentre os pontos constantes do ANEXO I.

4.5.3. A prova didática ocorrerá em sessão pública e será gravada em meio eletrônico de voz.

4.5.4. Os critérios de avaliação da Prova Didática levarão em conta: a) elaboração de plano de aula; b) domínio do conteúdo; c) objetividade e clareza; d) adequação ao nível de graduação; e) capacidade de comunicação; e f) uso de recursos didáticos.

4.5.5. As provas Didáticas, para as ÁREAS: EDUCAÇÃO FÍSICA; FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER E TRABALHO EM SAÚDE e CIÊNCIAS SOCIAIS; SUBÁREA: TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS, terão peso de: 30% (trinta por cento).

4.5.6. A prova Didática, para a ÁREA: TERAPIA OCUPACIONAL; SUBÁREA: AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA terá peso de: 20% (vinte por cento).

4.6. Da Prova de Arguição do Memorial para todas as áreas/ subáreas:

4.6.1. Consistirá em avaliação e arguição sobre o memorial, os títulos e os documentos comprobatórios para exercício da docência do Campus Baixada Santista. O julgamento, expresso mediante nota global, deverá refletir os méritos do candidato como resultado da apreciação do conjunto da regularidade de suas atividades, com ênfase na produção acadêmica dos últimos 05 (cinco) anos de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão compreendendo: a) produção científica e/ou tecnológica (Qualificação de periódicos, Anais, Jornais e Revistas de acordo com Qualis-CAPES das áreas); b) atividade didática universitária; c) atividade de formação e orientação de discípulos; d) atividades profissionais que apresentem afinidade com o cargo do Concurso Público; e) atividades relacionadas à prestação de serviços à comunidade; f) diplomas e títulos obtidos em razão de suas atividades, g) projetos de pesquisa aprovadas em órgãos de fomento e h) metas, objetivos e perspectiva na carreira.

4.6.2. A prova de Arguição do Memorial, para todas as áreas, terão peso de: 40% (quarenta por cento).

4.6.3. Haverá gravação em meio eletrônico de voz da prova de arguição do memorial.

4.7. Da Prova Escrita:

4.7.1. Para as ÁREAS: EDUCAÇÃO FÍSICA e CIÊNCIAS SOCIAIS; SUBÁREA: TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS, a prova escrita consistirá em uma dissertação sobre um dos temas do ANEXO I, a ser sorteado no momento da prova. A prova terá a duração de 04 (quatro) horas e após a realização do sorteio, não será permitida a consulta prévia da bibliografia de material impresso. A dissertação deverá ter um número máximo de 10 (dez) páginas transcritas a mão em papel almaço, rubricado pelos membros da banca. Será sorteado um mesmo ponto para todos os candidatos.

 

4.7.2. Para a ÁREA: TERAPIA OCUPACIONAL; SUBÁREA: AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA, a prova escrita consistirá em uma dissertação sobre um dos temas do ANEXO I, a ser sorteado no momento da prova. A prova terá a duração de 04 (quatro) horas e após a realização do sorteio, será permitida a consulta prévia da bibliografia de material impresso, durante uma hora após o sorteio dos pontos. A dissertação deverá ter um número máximo de 10 (dez) páginas transcritas a mão em papel almaço, rubricado pelos membros da banca. Será sorteado um mesmo ponto para todos os candidatos.

 

4.7.3. Os critérios de avaliação da Prova Escrita levarão em conta: a) objetividade, b) clareza na apresentação, c) domínio e abrangência do conteúdo.

4.7.4. A prova escrita, para as ÁREAS: TERAPIA OCUPACIONAL e EDUCAÇÃO FÍSICA; SUBÁREAS: AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA e TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS, terão peso de 20% (vinte por cento).

4.7.5. A prova escrita, para a ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS terá peso de 30% (trinta por cento).

4.8. Da Prova Prática:

4.8.1. A prova prática para a ÁREA: TERAPIA OCUPACIONAL; SUBÁREA: AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA será apresentação de Plano de Trabalho articulando atividades de ensino, pesquisa e extensão com base no PPP do campus e do curso, com duração entre 20 e 30 minutos, podendo haver arguição.

 

4.8.2. A prova prática para a EDUCAÇÃO FÍSICA; SUBÁREA: TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS será apresentação de Plano de Ensino, com duração entre 20 e 30 minutos, podendo haver arguição.

 

4.8.3. A prova prática para a ÁREA: FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER E TRABALHO EM SAÚDE constará de prova de conhecimentos práticos específicos, na qual o (a) candidato (a) será avaliado (a) quanto a postura profissional, cuidado com o paciente, conhecimento da técnica e habilidade. O (a) candidato (a) terá materiais disponíveis para a realização da prova: caneta, lápis, papel, fita métrica, goniômetro, paquímetro, material para enfaixamento (malha tubular, algodão ortopédico, ataduras, fita crepe e tesoura), maca, travesseiro, cunha, rolo, bolas, thera band, halter, escada e equipamento de eletroterapia. O tema sorteado será realizado na presença dos candidatos, em sessão pública, dentro os pontos da Prova Prática do ANEXO I. Esta prova terá duração entre 30 e 40 minutos, podendo haver arguição.

 

4.8.4. Os critérios de avaliação da Prova Prática levará em conta: a) domínio do conteúdo, b) uso de metodologias adequadas e c) clareza da apresentação.

4.8.5. Haverá gravação em meio eletrônico de voz da prova de prática.

4.8.6. A prova prática, para a Área: TERAPIA OCUPACIONAL; SUBÁREA: AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA terá peso de 20% (vinte por cento).

 

4.8.7. A prova prática, para a EDUCAÇÃO FÍSICA; SUBÁREA: TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS terá peso de 10% (dez por cento).

 

4.8.8. A prova prática, para a FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER E TRABALHO EM SAÚDE terá peso de 30% (trinta por cento).

4.9. Aferição dos candidatos

4.9.1. As notas deverão variar de zero a dez e no transcurso dos Concursos Públicos serão eliminados e, por consequência excluídos de participar das provas subsequentes, os candidatos que não obtiverem nota mínima 7,0 (sete) em qualquer uma das provas por, no mínimo, três membros da banca.

4.9.2. A nota de cada prova corresponderá à média aritmética das notas atribuídas pelos examinadores.

4.9.3. A nota final de cada candidato dos Concursos Públicos será a média ponderada das notas das provas.

5. REALIZAÇÃO DAS PROVAS:

5.1. Os Concursos Públicos serão realizados, provavelmente, no mês de agosto de 2013, a ser confirmado através de publicação no Diário Oficial da União e no endereço eletrônico: www.unifesp.br, devendo ser acompanhado pelo candidato.

5.2. A duração dos Concursos Públicos dependerá do número de candidatos inscritos.

5.3. Qualquer alteração da data da realização das provas será publicada no Diário Oficial da União e no endereço eletrônico: www.unifesp.br, devendo ser acompanhada pelo candidato.

5.4. São de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta da data, local de realização das provas e o seu comparecimento nos horários determinados.

5.5. Não será admitido o ingresso de candidato no local de realização das provas após o horário fixado para o seu início.

5.6. Não haverá segunda chamada para as provas. O não comparecimento a quaisquer das provas implicará na eliminação do candidato.

5.7. O candidato deverá comparecer ao local das provas com antecedência de 20 (vinte) minutos, munido do documento oficial de identidade, com foto, e válido em todo o território nacional.

5.8. Terá suas provas anuladas e será eliminado dos Concursos Públicos, o candidato que, durante a realização de qualquer uma das provas: a) Usar ou tentar usar meios fraudulentos e/ou ilegais para sua realização; b) for surpreendido dando e/ou recebendo auxílio para a execução de quaisquer das provas; c) utilizar equipamentos que não forem expressamente permitidos, sendo proibido o uso de telefone celular, gravador, receptor e/ou pagers e/ou que se comunicar com outro candidato; d) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, autoridades presentes e/ou os outros candidatos; e) afastar-se da sala de prova, a qualquer tempo, sem acompanhamento da equipe do Concurso Público; f) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido; g) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer etapa dos Concursos Públicos.

5.9. A UNIFESP não se responsabilizará por perdas, roubos ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização das provas, nem danos neles causados.

5.10. Não serão dadas quaisquer informações por telefone ou por e-mail, em relação aos Concursos Públicos referidos no presente Edital.

5.11. No caso de empate será dada preferência ao candidato que obtiver a maior nota final na prova de Arguição do Memorial; permanecendo o empate, o candidato com a maior nota final na prova didática; persistindo o empate o candidato mais antigo na função de magistério superior e, permanecendo o empate, o candidato mais idoso.

5.12. Concluídos os trabalhos, o Presidente da Banca Examinadora divulgará, em sessão pública, o resultado dos Concursos Públicos, com os nomes dos candidatos aprovados, classificados de acordo com a nota final e em 48 (quarenta e oito) horas, caso não haja recurso, será publicado no endereço eletrônico da UNIFESP o referido resultado em ordem de classificação e nota final.

6. DOS RECURSOS:

6.1 O candidato poderá interpor recurso, quanto ao mérito ou por vício de forma, contra o resultado provisório dos Concursos Públicos, no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas, a contar da publicidade da decisão que trata o item 5.12 deste edital.

6.2. O recurso será julgado no prazo máximo de 10 (dez) dias úteis e não exercerá efeito suspensivo no processo dos Concursos Públicos.

6.3. O recurso deverá ser protocolizado através de requerimento específico dirigido à Srª. Pró-Reitora de Administração, contendo a fundamentação do recorrente, que deverá ser protocolado na Seção de Protocolo do Campus Reitoria, Rua Sena Madureira, 1500, térreo, no horário das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00.

6.4. Será desconsiderada qualquer outra forma de recurso que não seja a que está descrita no item anterior, sendo vedado o encaminhamento via fax ou correio eletrônico, tampouco será considerado recurso extemporâneo.

6.5. Será aceito recurso entregue por terceiros, desde que autorizado por procuração simples, pelo candidato.

6.6. Em hipótese alguma será concedido pedido de revisão de recurso.

6.7. O requerente deverá ter ciência da decisão final da Pró-Reitora de Administração ao recurso apresentado, no prazo máximo de 48 (quarenta e oito) horas.

7. DA CLASSIFICAÇÃO:

7.1. Os candidatos serão classificados de acordo com o Anexo II do Decreto nº 6.944, de 21/08/09, disponibilizado no endereço eletrônico da UNIFESP (www.unifesp.br).

8. DA HOMOLOGAÇÃO DO RESULTADO FINAL:

8.1. O resultado final será homologado por meio de Edital que será publicado em Diário Oficial da União e no endereço eletrônico www.unifesp.br, contendo o nome dos candidatos por ordem de classificação e respectiva nota final.

9. DA NOMEAÇÃO:

9.1. Os candidatos serão nomeados por Portaria, publicada no Diário Oficial da União, e terão o prazo de 30 (trinta) dias, a contar da data da publicação, para tomar posse nos respectivos cargos.

9.2. O candidato que não tomar posse no prazo definido no subitem anterior terá tornada sem efeito sua Portaria de nomeação e será eliminado do concurso. Facultar-se-á à Administração a convocação de outro candidato habilitado, respeitando-se a ordem de classificação, observados os limites das vagas previstas neste Edital.

10. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA A INVESTIDURA NO CARGO:

10.1. Ter sido aprovado no concurso;

10.2. Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo político, nos termos do § 1º, do artigo 12 da Constituição Federal da República.

10.3. Se estrangeiro, deverá apresentar o Visto Permanente no ato da posse.

10.4. Estar em dia com as obrigações eleitorais, em caso de candidato brasileiro.

10.5. Estar em dia com as obrigações militares, no caso de candidatos do sexo masculino.

10.6. Comprovar o nível de formação exigido para o cargo, conforme indicado nos itens 1 e 2 deste edital.

10.7. Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo atestada pela Junta Médica Oficial da UNIFESP.

10.8. É vedada a acumulação remunerada de cargos e empregos públicos, com exceção das hipóteses previstas no inciso XVI, do artigo 37, da Constituição Federal da República.

11. DA POSSE:

11.1. Somente serão aceitos diplomas de Graduação de curso reconhecido pelo MEC, devidamente registrado e de Pós-Graduação de Curso credenciado pela CAPES. Os diplomas ou títulos obtidos no exterior só serão aceitos em conjunto com a documentação de revalidação, nos termos da Lei.

11.2. Os candidatos detentores do Título de Livre Docência, expedido por outras instituições, deverão apresentar a Declaração de Equivalência do referido título expedida pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UNIFESP, situada na Rua Pedro de Toledo, 650, 2º andar – Vila Clementino, São Paulo – SP, Cep 04023-032.

11.3. No ato da posse serão exigidos todos os documentos declarados pelo candidato no período de inscrição; e os documentos: a) Certificado de Reservista ou de Dispensa de Incorporação, para candidatos brasileiros do sexo masculino; b) Título de eleitor, com o comprovante de votação na última eleição; c) Cadastro de Pessoa Física/CPF; d) Documento de Identidade com validade em todo o território Nacional; e) Diploma de Graduação; f) Documento comprobatório do grau de formação exigido para o exercício do cargo.

11.4. A Posse fica condicionada à aprovação em inspeção médica a ser realizada pela Junta Médica Oficial da UNIFESP e ao atendimento das condições constitucionais e legais.

11.5. A posse se dará mediante a assinatura de termo de Posse e Compromisso, elaborado especialmente para esse fim e assinado, também, pelo DRH da UNIFESP.

12. DA VALIDADE DOS CONCURSOS PÚBLICOS:

12.1. Os Concursos Públicos terão validade de 01 (um) ano, a partir da data da publicação da homologação do resultado final dos Concursos Públicos, podendo ser prorrogado por igual período, de acordo com Decreto n.º 4.175/02, artigo 1º, § 1º e § 3º e interesse da Administração.

13. DISPOSIÇÕES GERAIS:

13.1. Não será fornecido aos candidatos qualquer documento comprobatório de classificação nos Concursos Públicos, valendo para este fim o Edital de homologação dos Concursos Públicos, publicado no Diário Oficial da União que será disponibilizado no endereço eletrônico www.unifesp.br.

13.2. Ao efetuar a inscrição nos Concursos Públicos, o candidato, automática e implicitamente, declara ter pleno conhecimento das Resoluções/CONSU, bem como, estar de acordo com as normas estabelecidas neste Edital.

13.3. Na contagem dos prazos estabelecidos neste Edital, o prazo começa no dia útil seguinte ao ato e incluir-se-á o do vencimento. Os prazos só se iniciam e vencem em dia de expediente na UNIFESP.

13.4. A contratação far-se-á nos limites de vagas descritos no item 1.1, deste Edital, de acordo com a respectiva Área específica.

13.5. A indicação para provimento da vaga assegurará apenas a expectativa de direito à contratação, ficando a concretização desse ato condicionada à observância das disposições legais pertinentes, bem como, do exclusivo interesse e conveniência Administrativa da UNIFESP.

13.6. O candidato contratado deverá participar de unidades curriculares dos cursos de graduação e pós-graduação e extensão para o qual for designado.

13.7. Os casos omissos serão resolvidos pela Pró-Reitora de Administração da UNIFESP.

13.8. O presente Edital e demais informações poderão ser obtidas, exclusivamente, através do endereço eletrônico www.unifesp.br.

 

 

 

 

 

PROFA. DRA. SORAYA SOUBHI SMAILI

Reitora da Unifesp


ANEXO I

RELAÇÃO DE PONTOS PARA PROVA DIDÁTICA E ESCRITA

ÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA / TRABALHO EM SAÚDE E LUTAS

1- O processo de trabalho em saúde.

2- Trabalho interprofissional e interdisciplinaridade.

3- Integração ensino, serviço e comunidade na formação do profissional de saúde.

4 - Processo Saúde-Doença: contextos, concepções e práticas.

5- Ensino e práticas de saúde em territórios.

6- Aspectos sócio-históricos das lutas e suas relações com a Educação Física.

7- Políticas públicas de esporte e saúde.

8- Aplicação das lutas como estratégia de prevenção na área da saúde.

9- Iniciação esportiva e treinamento precoce em lutas.

10- Processos pedagógicos em lutas.

11 – Produção de conhecimento em lutas.

12 – Aspectos técnicos e táticos das lutas de curta, média e longa distância.

 

ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

1 - A contribuição das Ciências Sociais na formação do profissional em saúde.

2 - Ciências Sociais, Direitos Humanos e marcadores sociais da diferença.

3 - Pesquisa e ensino nas Ciências Sociais: a importância da interdisciplinaridade.

4 - O lugar da metodologia qualitativa na produção do conhecimento.

5 - Corpo, saúde e doença.

6 - Diferenças culturais, desigualdade social e capitalismo na contemporaneidade.

7 - Contextos sócio-culturais e ciclos de vida (infância, adolescência, idade adulta e envelhecimento).

8 - Gênero e Políticas Públicas.

9 - Estigma, Preconceito e Direitos.

10 - Trabalho e Subjetividade.

 

ÁREA: TERAPIA OCUPACIONAL / AÇÕES TERRITORIAIS E O CUIDADO ÀS PESSOAS EM DEFICIÊNCIA

1. Ações e interfaces da Terapia Ocupacional nas políticas do SUS e do SUAS.

2. Cotidiano das pessoas com deficiências e as contribuições da Classificação Internacional de Funcionalidade e Saúde para as práticas em Terapia Ocupacional.

3. Contribuições da Terapia Ocupacional para articulação das redes pessoais e de suporte e das redes intersetoriais para prover o cuidado da pessoa com deficiência.

4. Intervenções, estratégias e tecnologias para a promoção e apoio à participação social da pessoa com deficiência.

5. Cidadania, direitos e a construção da autonomia das pessoas com deficiência.

6. As contribuições da Terapia Ocupacional para o desenvolvimento da Reabilitação baseada no território.

7. Ações territoriais desenvolvidas pela Terapia Ocupacional na Atenção Primária.

8. Contribuições do campo e núcleo de conhecimento da Terapia Ocupacional para desenvolvimento de ações interdisciplinares no cuidado da pessoa com deficiência no território.

9. Desafios atuais para a formação de terapeutas ocupacionais na perspectiva da ação territorial.

10. Tendências e desafios para a pesquisa em Terapia Ocupacional na atenção à pessoa com deficiência.

 

RELAÇÃO DE PONTOS PARA PROVA DIDÁTICA

ÁREA: FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER E TRABALHO EM SAÚDE

1- Assistência fisioterapêutica voltada à saúde da mulher nos diferentes níveis de atenção.

2- O processo de Trabalho em Saúde e o cuidado à mulher.

3- Trabalho interprofissional e interdisciplinaridade no cuidado à mulher.

4- Integração ensino, serviço e comunidade na formação do profissional de saúde.

5- Processo Saúde-Doença e a saúde da mulher: contextos, concepções e práticas.

6- Ensino e práticas de cuidado à mulher nos territórios.

7- Fisioterapia no pré e pós-operatório da mastectomia.

8- Abordagem. avaliação e tratamento do linfedema da paciente com câncer.

9- Abordagem, avaliação e intervenção fisioterapêutica no pré e pós-parto.

10- Abordagem, avaliação e intervenção fisioterapêutica em uroginecologia.

 

RELAÇÃO DE PONTOS PARA PROVA PRÁTICA

ÁREA: FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER E TRABALHO EM SAÚDE

1. Avaliação fisioterapêutica em obstetrícia na perspectiva do cuidado integral;

2. Avaliação e abordagem integral da paciente no puerpério imediato;

3. Cinesioterapia e abordagem integral no pós-operatório de mastectomia;

4. Enfaixamento compressivo e drenagem linfática no membro acometido por lindefema após cirurgia de câncer;

5. Estimulação elétrica na paciente com incontinência urinária;

6. Cinesioterapia na paciente incontinente.

 

 

 


ANEXO II

 

DECLARAÇÃO

 

MAGNÍFICA REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nome Completo

-----------------------------------, ---------------------------------, -----------------------------------

Profissão CPF